Como fazer seitan em casa

Na passagem de ano, que foi passada em casa dos pais do Zé, o meu “sogro” surpreendeu-me com seitan caseiro, que estava bem bom e com uma textura muito melhor à dos seitans de compra.

Vim para casa com a pulga atrás da orelha. Já tinha tentado fazer seitan a partir de glúten de trigo, mas correu pessimamente. O pai do Zé fez a partir de farinha e resultou mesmo bem, por isso quis tentar também 😄

Procurei algumas receitas no Google e no YouTube e conjuguei basicamente o que tinha aprendido. Claro que depois de meter as mãos na massa se torna mais fácil e intuitivo, mas vou tentar explicar-vos direitinho o que fiz!

 

Janeiro (1 de 1)

 

Seitan caseiro

Ingredientes

  • 1kg de farinha de trigo tipo 65
  • 3 chávenas de água
  • 4 colheres de chá de molho de soja
  • 1 folha de louro

 

Método

  1. Comece por misturar a farinha com a água numa tigela grande, ou numa bacia, amassando com as mãos como se fosse para fazer pão;
  2. Depois de amassar por cerca de 10 minutos, forme uma bola e mantenha a massa dentro da tigela, coberta com água, durante a noite (ou por 8 horas, pelo menos);
  3. Descarte essa água e vá amassando a massa por baixo de água corrente, ainda na bacia, até a água ficar mais limpa e a massa reduzir consideravelmente de volume;
  4. Quando conseguir agarrar a massa com as duas mãos, amasse mais um pouco sem água corrente, esmagando entre os dedos. Isto vai permitir trabalhar o glúten sem se desperdiçar tanta água;
  5. Entretanto, quando já não sair quase água nenhuma, coloque a massa num recipiente e deixe a repousar por 15 minutos. Descarte a água que se libertou e deixe repousar mais um pouco, descartando novamente a água;
  6. Coloque, num tacho, água fervente, o molho de soja e a folha de louro. Quando começar a ferver, adicione o seitan e deixe cozer por 30 minutos;
  7. Passe o seitan para um coador e deixe arrefecer completamente antes de reservar no frigorífico.

 

Vou mostrar algumas fotos e vídeos e fiz ao longo do processo:

 

 

Notas

  1. Nunca, mas NUNCA, coloquem a massa num coador de rede no processo de o lavar. Eu fiz isso e correu muito mal porque ficou tudo colado. Demorei imenso tempo até conseguir tirar o glúten da rede;
  2. Se a massa se desfizer um pouco na parte de lavar e amassar, não tem problema nenhum. Juntem os pedacinhos e continuem;
  3. O seitan aumenta bastante de volume ao cozer, por isso não usem um tacho muito pequeno. É normal se a meio da cozedura se formarem bolhas, como se vê nas imagens acima;
  4. Reserve a água da cozedura do seitan para outros pratos. Eu usei para fazer bolonhesa de lentilhas, por exemplo.

 

Janeiro (1 de 8)

 

Como utilizar o seitan em receitas

Eu gosto muito de usar o seitan em estufados. Algumas das minhas receitas favoritas com seitan são:

 

Aconselho MESMO a tentar fazer o seitan em casa. A textura fica completamente diferente, muito mais fofa e menos borrachosa que o de compra. No entanto, se vos der a preguiça, o seitan de compra que eu mais gosto é este ou este. Evitem aquele embalado a vácuo que parece sola de sapato.

Ah outra questão: esta receita rende entre 400 a 500g de seitan (a mim rendeu cerca de 450g), e o custo é de 80 cêntimos, mais ou menos, dependendo da marca da farinha. O seitan de compra ronda os 3-4€ pela mesma quantidade.

Espero mesmo que experimentem! Não se vão arrepender 😋

Beijinhos,

Laranja-lima

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s