A minha experiência detox com Drink6

Olá minha gente gira 😊

Na semana passada a Drink6 desafiou-me para fazer 1 dia detox… e eu aceitei! Não por querer perder peso, nem nada disso; apenas porque não tenho treinado tanto como gostaria, e achei que seria uma forma interessante de eliminar algumas toxinas.

Antes de avançarmos, há alguns pontos que acho importante perceberem!

1. O que é um plano detox

Basicamente, o objetivo do detox é fazer um cleansing, ou seja, limpar o organismo.

Como estamos diariamente expostos a várias “agressões”, a ideia do detox é ajudar a melhorar o funcionamento dos órgãos que naturalmente já eliminam as toxinas, como o rim, o fígado e a pele.

Ao mesmo tempo, o detox ajuda a aumentar a ingestão de fruta, hortícolas e água, que são muitas vezes esquecidos.

2. O cleansing Drink6

É um programa detox com 6 sumos naturais, ricos em vitaminas, que pretende purificar e limpar o organismo.

Apesar de no site dizer “que fornecem tudo o que necessita para um dia completo de alimentação saudável, leve e equilibrada”, isto não é 100% verdade, uma vez que os sumos são feitos à base de fruta e hortícolas, fornecendo sobretudo hidratos de carbono (incluindo açúcar). Ou seja, a proteína e a gordura ficam de parte.

3. Quando fazer um plano detox

Apesar de se pensar que a melhor altura para fazer um detox será depois de um dia de exageros, isto pode levar a um “choque” no organismo, uma vez que o corpo passa de um alto consumo energético para um consumo energético mínimo. Isto pode levar a consequências como dores de cabeça, fraqueza, etc.

O melhor será preparem o vosso corpo e fazer uma alimentação limpa antes e depois do dia de detox. Na verdade, uma alimentação limpa deve ser feita sempre, mas vocês percebem a ideia!

Para mais informações visitem o site da Drink6.

A minha experiência com o cleansing Drink6

Bom, como já vos disse, eu aceitei o desafio que me foi lançado porque realmente ando numa altura de maior cansaço, sobretudo psicológico e emocional. Para além de algumas coisas menos boas que se passaram recentemente, não tenho treinado tanto como gostaria e como estava habituada, e isso também influencia!

O plano que eu fiz foi o dos 6 sumos com os novos sabores, sendo que cada garrafinha tinha 400mL.

Optei por fazer num sábado, que normalmente é um dia mais parado, pois o valor energético do plano é bastante reduzido (~1000kcal) e eu não queria que me desse a fraqueza.

O meu dia começou então com o Sumo 1 (eles estão organizados por horas), que era de laranja, cenoura e manga.

Sumo 1

Ingredientes: sumo de cenoura (35%), sumo de laranja (31%), água, polpa de manga (10%), sumo de toranja, sumo de limão, néctar de agave, ácido ascórbico (vitamina C).

Informação nutricional por 400mL: 148kcal, 0g de gordura, 33.2g de hidratos de carbono, dos quais 30.4g de açúcar, 0g de fibra, 0g de proteína, 0.16g de sal.

Depois deste primeiro sumo (que foi o meu favorito), saí de casa para dar consultas e levei comigo o Sumo 2, de ananás, maçã e hortelã.

Sumo 2

Ingredientes: sumo de maçã (54%), sumo de ananás (36%), água, sumo de lima, sumo de hortelã, ácido ascórbico (vitamina C).

Informação nutricional por 400mL: 180kcal, 0g de gordura, 43.2g de hidratos de carbono, dos quais 40.4g de açúcar, 0g de fibra, 0g de proteína, 0.12g de sal.

Este sumo era mesmo doce, ainda que fosse dos únicos sem agave adicionado.

O meu “almoço” foi então o Sumo 3, de kale, espinafres e maçã.

Sumo 3.jpg

Ingredientes: sumo de maçã (47%), sumo de ananás, sumo de kale (12,5%), sumo de espinafres (12,5%), água, sumo de hortelã, ácido ascórbico (vitamina C).

Informação nutricional por 400mL: 152kcal, 0g de gordura, 33.2g de hidratos de carbono, dos quais 30.8g de açúcar, 0g de fibra, 3.2g de proteína, 0.12g de sal.

Bom, este foi dos sumos que mais me custou! Não por ser mau, que não era, mas porque os meus pais decidiram fazer batatas fritas para o almoço deles. E acreditem, é difícil beber apenas um sumo com o cheirinho a comida boa pela casa!

E não sei se foi por isso ou não, mas foi depois deste 3º sumo que me deu a crise da fome. Fiquei mesmo com muita fome, a minha barriga a fazer barulho, a dar-me a fraqueza e o cansaço e a moleza a atacar.

Mas consegui aguentar até às 16h00 para beber o Sumo 4, de Amora, mirtilos, framboesa e banana.

Sumo 4.jpg

Ingredientes: água, sumo de laranja, sumo de maçã, polpa de amora (10%), polpa de mirtilos (10%), polpa de framboesa (4%), néctar de agave, polpa de banana (2%), sumo de gengibre, ácido ascórbico (vitamina C).

Informação nutricional por 400mL: 156kcal, 0g de gordura, 35.6g de hidratos de carbono, dos quais 32.8g de açúcar, 3.2g de fibra, 0g de proteína, 0.04g de sal.

Neste sumo adotei uma estratégia diferente. Em vez de beber quase tudo seguido, fui bebendo até às 18h00 enquanto fazia as encomendas de granola. Assim consegui apaziguar a sensação de fome.

Por volta das 19h00 saí de casa e levei o Sumo 5 atrás, que era de limão e pimenta caiena.

Sumo 5.jpg

Ingredientes: água, sumo de limão (8%), sumo de maçã, néctar de agave, sumo de lima, pimenta caiena (0,015%), ácido ascórbico (vitamina C).

Informação nutricional por 400mL: 104kcal, 0g de gordura, 25.2g de hidratos de carbono, dos quais 22.8g de açúcar, 0g de fibra, 0g de proteína, 0.04g de sal.

Este sumo era mais picante, e ao mesmo tempo doce. Não era nada mau, mas foi aqui que me deu a segunda crise! Quando cheguei a casa deitei-me no sofá ainda com algum sumo por beber e começou a dar-me umas dores de cabeça enormes. Então tentei dormir um bocadinho para passar.

Quando acordei já eram 22h00 e foi preciso a minha mãe insistir para me levantar e ir beber o último sumo, porque já me sentia mesmo fraca.

Por volta das 22h30 bebi então o Sumo 6, de ananás, coco e aveia.

Sumo 6.jpg

Ingredientes: sumo de ananás (33%), polpa de ananás (22%), polpa de banana, sumo de laranja, sumo de maçã, leite de coco (5%), aveia (2%), canela, ácido ascórbico (vitamina C).

Informação nutricional por 400mL: 300kcal, 0g de gordura, 58g de hidratos de carbono, dos quais 46.8g de açúcar, 4.4g de fibra, 4.0g de proteína, 0.12g de sal.

Este foi o sumo que menos gostei. Parecia-me um pouco artificial, não sei explicar, mas foi dos que mais me saciou.

Confesso que depois das 00h00 fui logo atacar qualquer coisinha, porque não queria ir para a cama com fome. Obviamente que não optei por alimentos processados, senão ia estragar o que fiz durante todo o dia, mas comi um pedacinho de pescada grelhada que tinha sobrado do jantar.

Sim, porque ao longo do dia o que eu senti mais falta foi mesmo a proteína!

Pontos positivos

Claro que este plano não atua da mesma forma para toda a gente, por isso eu apenas vos posso dar a minha opinião, e o que aconteceu comigo.

Pelo lado positivo realço:

  • Barriga chapada. Cheguei ao fim do dia com a barriga lisa, sem inchaço;
  • Trânsito intestinal. Estava com receio que o plano afetasse o meu trânsito intestinal, mas isso não aconteceu. Fui à casa de banho normalmente;
  • Ingestão de água. Cada garrafa tem 400mL, sendo que só nos sumos ingeri 2.4L de água, tirando a que fui bebendo ao longo do dia;
  • Praticabilidade. Os sumos chegam a casa devidamente acondicionados e é só colocá-los no frigorífico e ir consumindo ao longo do dia. Zero trabalho.

Pontos negativos

Mais uma vez vos digo que isto foi o que aconteceu comigo, e não o que acontece com toda a gente.

De qualquer forma, pelo lado negativo destaco:

  • Perda de peso. O meu objetivo com o plano não era perder peso, e com esta brincadeira perdi 1.5kg num dia, o que é imenso;
  • Fome. Tive aquela crise de fome por volta das 15h00, mas resisti e não comi nada para além dos sumos;
  • Dores de cabeça. A partir das 20h00 não aguentava as dores de cabeça. Foi aquela altura em que tentei dormir para não sentir dor;
  • Fraqueza. Quase não me conseguia levantar para beber o último sumo, e a fraqueza continuou no dia a seguir. De manhã ainda estava muito molenga;
  • Adição de agave. É suposto um detox incluir alimentos 100% naturais, pelo que não faz qualquer sentido adicionar açúcar aos sumos. Sim, o agave tem um índice glicémico mais baixo, mas não deixa de ser açúcar! A adição de ácido ascórbico para evitar a oxidação ainda percebo, mas a de agave não;
  • Valor energético. Este é o ponto que considero mais “grave”. Os sumos estão planeados para 1.040kcal, sendo que não estão adaptados para diferentes necessidades energéticas. Eu tenho 1.77m e sou atleta; obviamente que preciso de consumir mais calorias que uma pessoa de 1.50m e sedentária! As 1.040kcal não dão nem para cobrir o que gasto em repouso (metabolismo basal).

O meu veredito final

Apesar de ter gostado da barriga lisa no final do dia, e de não me ter importado de perder algum peso, a sensação de fraqueza e de fome fez-me querer não voltar a repetir a experiência.

De qualquer forma, acho que eu tive esta sensação de maior cansaço porque não estive em repouso, estive a tarde toda a fazer encomendas de granolas, o que é desgastante. Além disso, quis cumprir à risca e, por isso, não ingeri nem mais um legume para além dos sumos.

Talvez volte a repetir a experiência mais perto das férias de verão 😉

Outra mensagem que quero que retenham é que estes sumos não são nutricionalmente equilibrados, fornecendo apenas hidratos de carbono, vitaminas e minerais. Uma alimentação saudável e equilibrada deve incluir também proteína de boa qualidade e gorduras boas, que não fazem parte deste plano, por isso não é para se fazer continuamente!! A própria Drink6 aconselha apenas fazer-se 1 dia, e no máximo 5.

O que sugiro é que experimentem o plano detox apenas se precisarem realmente, se estiverem constantemente expostos a grandes agressões, como poluição, álcool e tabaco, por exemplo; e depois de se informarem devidamente com um especialista, pois este plano não é aconselhado nalgumas situações!

Estes sumos podem também ser uma estratégia para quem não ingere quantidades suficientes de hortofrutícolas. Se for esse o objetivo, e não o detox, então complementem o dia com proteínas limpas e frutos gordos, por exemplo.

6 sumos

Mas como não quero que fiquem apenas com a minha opinião, procurei reunir o testemunho de algumas pessoas que também experimentaram o plano:

Helena Isabel Gonçalves, blog As cenas saudáveis da Lena

Bem, quando me propus a fazer o detox da Drink6, foi mesmo para ter a minha própria experiência, honestamente nunca acreditei muito que um dia ou vários dias a sumos pudessem limpar ou desintoxicar o organismo, porque nos dias que correm temos acesso à mais variada informação e desintoxicar o corpo pode ser feito mesmo recorrendo a alimentos sólidos, não havendo necessidade de passar um dia a líquidos.

Na realidade levei algum tempo até me convencer de que ia começar o detox, isto por me fazer um pouco de confusão o facto de passar o dia a sumos e sopas (isto porque fiz o detox que incluía duas sopas de ervilhas e 4 sumos verdes); outra coisa que me fazia confusão era o facto de ser um dia baseado em hidratos de carbono, pois os sumos eram maioritariamente fonte de hidratos, já as sopas com alguma gordura proveniente de azeite e alguma proteína apenas proveniente das ervilhas, mas ainda assim, em pouca quantidade e fazia-me confusão como refeições apenas ricas em hidratos (apesar da quantia de fibras e nutrientes) me iriam satisfazer.

Mas vou contar como foi o meu dia, acordei cerca das 10h e tomei o primeiro sumo, que quanto ao sabor não me convenceu e muito honestamente, passados 30min eu já tinha fome… Entretanto bebi água, pois disseram-me que era apenas psicológico o facto de sentir fome por estar habituada a mastigar. Quando dei por mim já tinha bebido 1,5l de agua em 1h30 e continuava com fome… então passadas cerca de 2h do primeiro sumo resolvi tomar a sopa para me sentir mais aconchegada, o que não aconteceu, eu continuei a sentir fome e passadas mais 2h bebi o segundo sumo na tentativa de colmatar aquele buraco no estômago… Bebi imensa agua para tentar “enganar” o estômago e nada… foi aí que resolvi desistir e comer… não ia passar um dia inteiro a sentir fome, a sentir-me mal em prol de uma marca me ter dado os produtos, esta é a realidade. Também não ia dizer às pessoas que tinha corrido bem porque não correu, eu tinha mesmo fome e nem estava a ter um dia muito activo, não treinei sequer, aproveitei para fazer um dia de descanso, apesar de haver indicações para fazer um treino leve para libertar toxinas na transpiração (dizem eles) mas eu nem isso fiz, resolvi desistir e comi normalmente o resto do dia.

Para mim, claramente não funcionou, não me senti bem e já estava a bater mal, já pensava devorar este mundo e o outro e de forma a que isso não acontecesse, resolvi retomar a minha alimentação diária. Honestamente não tenciono repetir, não tenho nada contra quem faz e se sente bem, mas eu não senti.

Ele cozinha, ela lava

Fiz o novo Souping Detox da Drink6Portugal e orreu tudo às mil maravilhas.

De todos os detox’s que fiz foi o que menos me deu vontade de comer coisas por fora. Estas sopinhas aliadas a chá e muita água atingiram o seu objetivo na perfeição.

Vanessa Alfaro, blog Shape your body

Já experimentei os sumos e as sopas e pessoalmente prefiro as sopas. Para além de serem super saborosas, sinto que me saciam mais do que os sumos. Quando consumia os sumos tinha de adicionar o consumo de legumes à minha alimentação. No dia do detox não realizava exercício, visto que o consumo calórico era bastante baixo. O meu objetivo era fazer uma limpeza ao organismo, uma desintoxicação. Por hábito faço este dia após um dia abusado de má alimentação, ou um casamento, um aniversário; ou seja, um dia muito calórico, que de seguida compenso com o detox.

Inês Serôdio, blog Moi by Inês

Fez o detox com os sabores antigos

Eu, que já estou habituada a beber este tipo de sumos, não tive nenhuma dificuldade em fazer este detox. Aliás, até achei estranho não haver nenhum sumo verde. Mas, basicamente os sumos dividem-se em dois: as refeições mais importantes (pequeno-almoço, almoço e jantar) são substituídas por sumos mais densos, ou seja, com abóbora, couve ou leite vegetal, e, entre as refeições principais, os sumos eram mais leves com sumo de limão, menta, pimenta cayena, etc.

O que gostei foi o facto dos sumos serem tão naturais – podia-se mesmo sentir cada fruta e vegetal na sua forma mais crua – e fresquinhos – o que foi perfeito para aquele dia de 27ºC.

Se tive fome? Por acaso, não. Os sumos são grandes (cada tem meio litro), por isso saciam bastante. E se der fome, quer dizer que já é hora de beber o próximo. Se me senti fraca? Também não, até fiz um plano de HIIT do meu PT Afonso Vareta (@afonsovareta) na praia e não tive tonturas.

O veredito: Não, não emagrece. Não acordei linda e maravilhosa no dia a seguir (aliás, acordei esfomeada!). O que o detox fez, na realidade, foi eliminar as toxinas do corpo (todas aquelas acumuladas pela má alimentação) e fornecer as vitaminas necessárias para uma semana! Acordei, sim, mais leve e pronta para recomeçar a comer bem.

Marta Campos

Eu já fiz e não senti assim muita fome, talvez porque optei por 4 sumos mais 2 sopas. Estou a ver que mudaram alguns ingredientes. No que eu fiz não gostei muito do de limão e pimenta caiena.

De qualquer forma, como bebo 2 litros de água por dia, isso também ajudou. Mais uns cafés e o dia passou bem.

Vou certamente repetir, quando houver um desconto.

Espero que o artigo vos tenha sido útil. Qualquer dúvida, sabem que estou ao dispor 🌺

Laranja-lima

P.S.: O artigo está em contínua construção, pelo que qualquer pessoa que queira dar o seu testemunho me poderá enviar e-mail para acrescentar aqui.

One thought

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s