Mais de 30 formas de saborear papas de aveia

O segredo está nos toppings!

Não são poucas as vezes que ouço coisas como:

“Tu não te cansas de comer papas de aveia?”; “Deves levantar-te às 6 horas só para preparar isso”; “Comes mesmo aquilo ao pequeno-almoço?”

Não, não me canso! Não, levanto-me às 7:45h todos os dias. E sim, aquilo é mesmo o meu pequeno-almoço!

Se dá mais trabalho que cortar um pão a meio e recheá-lo com queijo? Dá, claro que sim, mas vale a pena.

A questão é que a aveia é deliciosa e tem inúmeros benefícios para a nossa saúde, como o facto de ter  hidratos complexos, em que a absorção e a digestão são mais lentas. Não vão surgir picos de açúcar no sangue, a libertação de insulina é controlada e a queda de açúcar no sangue vai ser gradual, não abrupta como no pão branco e no açúcar. Assim, ficamos saciados por mais tempo, sentindo menos fome até à próxima refeição.

Quanto ao sabor, é normal estranhar-se no início porque a aveia não faz parte da nossa tradição culinária. Eu confesso que a primeira vez que comi papas de aveia também não gostei, mas penso que o erro foi a maneira como a cozinhei. A partir do momento em que temos a nossa própria receita e que confiamos nela, não tem como correr mal (:

Depois de acertar a base começa-se a jogar com os sabores, com os toppings, com as texturas… e é por isso que eu não me farto deste pequeno-almoço. Mas vamos por partes…

Base: 1 de flocos de aveia para 2 de líquido

Normalmente faço 1/2 chávena de flocos de aveia finos para 1 chávena de leite magro, mas podemos usar vários líquidos, como bebida de soja simples ou de chocolate, bebida de arroz, bebida de aveia, chá ou água. E também podemos variar as quantidades. Quando estou com menos fome, por exemplo, uso apenas 1/3 de flocos de aveia para 2/3 de leite. E também vai depender de como gostam as vossas papas, mais líquidas ou mais secas…

Tempero: 1 colher de chá de sabor

Esta é a parte onde damos sabor às papas, e há uma imensidão de escolhas. A mais básica de todas é o mel e a canela, mas temos também o agave, essência de baunilha, café, cacau, sal, orégãos… é uma questão de ir brincando com o que temos à disposição.

Ingredientes extra: outra camada de sabor

Para além dos temperos, podemos adicionar outros ingredientes durante a confeção para dar mais sabor e textura. Temos o exemplo de fruta ralada ou picada, os frutos gordos (nozes, avelãs, amêndoas…), sementes, etc.

Método de confeção: para obter a consistência perfeita

A maneira como cozinham as papas influencia a sua textura. Eu costumo pôr os flocos de aveia e o leite num tachinho pequenino e levo ao lume máximo até começar a ferver. Aí mexo bem, adiciono os temperos e restantes ingredientes, e baixo o lume para o mínimo. Vou mexendo até obter a consistência que gosto e depois é só decorar.

Toppings: o toque final

É neste passo que perco mais tempo. Sou super perfecionista no que toca a decorar o meu prato, ainda por cima o pequeno-almoço é a minha refeição favorita do dia. Adoro usar fruta fresca, granola, manteiga de amendoim, frutos gordos, sementes, especiarias… é incrível porque não há um prato igual ao outro, nunca!

Deixo-vos então com mais de 30 maneiras de fazer e decorar as vossas papas de aveia! Não vou pôr a receita de cada uma, porque senão este artigo nunca mais acabava, mas se quiserem saber alguma em especial, deixem um comentário abaixo (:

Espero que gostem e deixem os vossos comentários ✿

Laranja-lima

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s